A capital LGBT da Europa

Amsterdã é considerada a capital gay da Europa e um dos principais destinos LGBT do mundo. Na Holanda, a homossexualidade foi descriminalizada em 1811, e o primeiro bar gay foi aberto em 1927, o Café’t Mandje, ativo ainda hoje, na rua Zeedijk 63. A Holanda se tornou o primeiro país do mundo a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e desde 1993 é proibida a discriminação com base na orientação sexual.

Comunidade LGBT

A comunidade LGBT na cidade é muito forte. Há inúmeros hotéis, boates, bares e cafés direcionados a esse público. Em nenhum outro lugar do planeta você encontrará tantas atrações gays por metro quadrado como no centro de Amsterdã. A cidade é uma das capitais mais tolerantes e descontraídas quando se trata de sexualidade. Clique aqui para saber mais sobre os melhores bares e clubes gays de Amsterdã.

O que visitar

Existem várias áreas gays importantes. Reguliersdwarsstraat (nome de uma rua) é bastante popular especialmente nos finais de semana. Bem próximo dali, na rua Amstel, há muitos bares gays tradicionais cheios de estilo e vibração. Na (rua) Kerkstraat, você encontra vários hotéis direcionados ao público gay, e na Warmoesstraat e vários night clubs e lojas especializadas.
A Parada do Orgulho LGBTQ+ de Amsterdã acontece sempre em agosto.

No centro da cidade, não é diƒícil encontrar o Homomonument – memorial dedicado aos LGBTs mortos durante a Segunda Guerra Mundial. Em Amsterdã, há um centro de informações turísticas específica para o público gay, o Pink Point. Lá você encontra todas as dicas e informações para curtir intensamente a cena gay de Amsterdã. Os funcionários são super atenciosos e também há uma lojinha com souvenirs exóticos e únicos pra você levar pra casa.

Veja aqui mais atrações LGBTQ+ de Amsterdã.