DICAS ÚTEIS PARA ECONOMIZAR E EVITAR PROBLEMAS EM AMSTERDÃ

 

Dicas práticas e orientações para curtir Amsterdã ao máximo e evitar aqueles probleminhas típicos em qualquer viagem. Aproveite ainda nossas dicas para economizar bastante durante sua visita a cidade.

Como ir do aeroporto de Amsterdã para o centro da cidade

Para chegar ao centro de Amsterdã a partir do aeroporto Schiphol, a maneira mais fácil e prática é pegar um trem. Basta seguir as placas para NS Dutch Railways. Os trens para o centro da cidade saem a cada dez minutos. A viagem dura aproximadamente 20 minutos e custa menos de 5 euros. Você pode comprar a sua passagem em uma das várias máquinas espalhadas pelo local. As máquinas de vendas de passagem têm várias opções de idiomas. Se preferir pegar um táxi, prepare o bolso e fique atento. Só pegue a linha de táxi oficial do lado de fora do aeroporto,”Taxicentrale Amsterdam”. Os táxis de Schiphol para o centro de Amsterdã custam em média entre 45 a 55 euros. 

Vale a pena adquirir o I Amsterdam Card?

Se você pretende visitar museus e outras atrações, além de usar o transporte público, sem dúvida vale muito a pena. Os museus e atrações custam muito caro na Holanda. O preços variam em torno dos 20 euros cada um. Alguns mais baratos, outros mais caros.  Sem contar que, durante sua viagem, você também terá gastos com alimentação, compras e hotel. Este cartão é uma boa opção para ter uma viagem mais econômica e visitar muitas outras atrações gastando bem menos.

O I Amsterdam card inclui transporte gratuito de metrô, ônibus e bonde (tram). Você pode escolher o cartão de acordo com o período de sua estadia na cidade: há cartões de  24 horas, 48 ​​horas, 72 horas, 96 horas e 120 horas. Além do transporte público, o cartão dá direito a entrada gratuita em 44 museus, cruzeiro pelos canais e descontos em restaurantes e cafés. Procure comprá-lo com antecedência. Adquira o seu I Amsterdam Card apenas pelo site autorizado. Para comprar, clique aqui.

 

Na Holanda, Coffee shop não é um lugar para tomar café

Como você deve saber, algumas drogas são liberadas na Holanda. Nos chamados Coffe shops é onde você pode comprar e consumir legalmente maconha, haxixe e outros produtos derivados, apenas para uso pessoal. Você pode comprar por grama ou em cigarros. Apenas os Coffe shops são autorizados a vender esse tipo de produto na Holanda. Procure não fotografar a parte interna ou entrar com crianças. No centro de Amsterdã, você encontra esses estabelecimentos em qualquer esquina. DICA: Em lojas de souvenirs, você vai achar muitos produtos como muffins, chocolate e pirulitos à base de cannabis. Fique sabendo que o sabor nem sempre é agradável e você nunca vai ter certeza do que realmente são feitos.


Evite visitar as principais atrações no fins de semana
.

Amsterdã recebe mais de 7 milhões de visitantes todos os anos. Turistas de países europeus próximos a Holanda costumam visitar a cidade nos fins de semana, especialmente no verão, tornando a cidade quase intransitável, com longas filas para as atrações, restaurantes e lotação de hotéis. Os preços de hotéis podem até triplicar aos sábados e domingos. Portanto, planeje bem os seus dias na cidade e procure fazer reserva de hotéis e atrações com antecedência para evitar filas e dor de cabeça.

 

Não faça fotos no distrito da luz vermelha

O Red Light District é a famosa área de prostituição de Amsterdã. É um labirinto de ruas estreitas coffe shops, sex shops, onde mulheres se apresentam em vitrines. Pode ser visitada rapidamente durante o dia, sem medo de se sentir muito desconfortável. Para uma experiência, digamos, mais nua e crua, faça uma visita à noite. DICA: Não fotografe as mulheres nas vitrines. É considerado muito ofensivo. A prostituição é legalizada na Holanda, portanto, trata-se apenas de mulheres exercendo seu trabalho. Além disso, fique bem atento aos seus pertences. O Red Light District é um local de muita aglomeração e pode haver batedores de carteira.


Respeite os ciclistas

Amsterdã, e toda a Holanda, é dominada por ciclistas. Nas cidades, a bicicleta é, sem dúvida, o principal meio de transporte. Há ciclovias em todas as ruas, e muitas vezes fica difícil notar onde é a ciclovia e onde fica a calçada. Então fique muito atento para não caminhar nas ciclovias. Pode ser perigoso, sem contar que um acidente durante a viagem pode arruinar completamente sua experiência na cidade. Saiba que na Holanda a preferência é sempre dos ciclistas, portanto eles não esperam encontrar pedestres pelo caminho. Preste muita atenção antes de atravessar as ruas, e só atravesse quando o sinal estiver verde para você, mesmo que não tenha nenhum carro à vista. CURIOSIDADE: Há mais bicicletas em Amsterdã do que residentes permanentes, segundo o órgão de turismo da cidade.


Alugue uma bicicleta

Esta é uma ótima maneira de explorar a cidade. É muito fácil circular por Amsterdã, e como dissemos logo acima, a cidade é dos ciclistas. A experiência vai te fazer sentir como um morador local. Desloque-se pelos canais, ruas estreitas e parques da cidade com muito mais rapidez e conheça Amsterdã sob uma perspectiva diferente.

Há muitas lojas de aluguel de bikes pela cidade. Você também pode comprar um tour de bike guiado por Amsterdã. Fica bem mais divertido descobrir a cidade com um grupo de viajantes de todas as partes. Você pode reservar um tour através do site autorizado clicando aqui.


Beba água da torneira

A qualidade da água de torneira na Holanda é altamente regulada. É puríssima, você pode beber sem medo. Uma garrafa de 500 ml na Holanda pode custar até 3 euros, dependendo da região. Então encha suas garrafinhas com água de torneira e economize.

DICA: Em restaurantes, se você simplesmente pedir água sem gás ou com gás, você receberá uma garrafa que será cobrada na sua conta. Mas se disser “água de torneira”, vai sair de graça. Esta opção não está descrita no cardápio, mas é garantida por lei. E agora você deve estar se perguntando: Como eu falo “água de torneira” em inglês??? É bem simples: TAP WATER.

 

Gorjeta: dar ou não dar?

Normalmente não se dá gorjeta na maioria dos países europeus. Na Holanda, especialmente, os garçons têm bons salários e não esperam que você deixe um dinheirinho extra ao pagar sua conta. Você pode, se desejar, arredondar o valor da conta para facilitar o troco. Mas se você achar que a comida e o serviço foram excepcionais e realmente quiser deixar uma gorjeta, normalmente os clientes dão 1 ou 2 euros apenas.

Esse sistema é bem diferente do que ocorre nos Estados Unidos, onde garçons esperam que você deixe no mínimo 10% do valor da conta. Na europa, a gorjeta é vista como um sinal de gratidão, e não como um direito ou obrigação.


Estacione seu carro longe do centro de Amsterdã

Amsterdã não é uma cidade amiga dos carros. A prefeitura faz tudo o que pode para desestimular a circulação de veículos na cidade. Por esta razão, os estacionamentos são caros e a oferta de vagas é limitada. Estacionar em Amsterdã pode custar até 10 euros por hora! Então, como economizar se estiver chegando a cidade de carro? Simples: estacione fora do centro e reserve sua vaga com pelo menos um dia de antecedência. do contrário, o preço vai ser muito mais alto. Do estacionamento, você pode seguir até o centro a pé ou com o transporte público. Este é o site de uma das empresas de estacionamento da cidade. Já testamos e nossa experiência foi muito boa: https://parkereninijdock.nl/en/


Faça o download de uma versão off-line do Google Maps

Você não precisa comprar dados de internet para circular pelas ruas de Amsterdã. Apesar de encontrar Wi-Fi gratuito em qualquer lugar de Amsterdã, incluindo bares, restaurantes e museus, uma dica muito útil é fazer o download de uma versão off-line do Google Maps e marcar com um pin os lugares que você quer visitar. Amsterdã é relativamente pequena, você vai poder fazer quase tudo a pé, sem necessidade de usar o transporte público.


Faça reserva para visitar a Casa de Anne Frank.

Você precisa fazer reserva com antecedência para o Museu Anne Frank, do contrário, dificilmente conseguirá fazer sua visita. De acordo com uma nova política implementada em 2016, o museu Anne Frank está aberto apenas para visitantes que reservam com antecedência, o horário de funcionamento é das 9h às 15h30


Falar inglês

Apesar de a língua oficial da Holanda ser o holandês, em Amsterdã basicamente só se fala inglês. Mas mesmo fora da cidade, os holandeses, em geral, tem um bom nível de inglês. Não é o que acontece em outros países da europa, como França e Itália, por exemplo.


Golpes mais comuns – fique atento!

*Se comprar sementes de tulipas, verifique na embalagem se são certificadas, do contrário, você terá problemas no aeroporto.
*Não há cruzeiros gratuitos.
*Jamais compre drogas de vendedores na rua. Você pode ter problemas, e não são de verdade.

   

Dicas para economizar com comida em Amsterdã

Compre sua comida no mercado. Indicamos o Albert Heijn, a maior rede de supermercados do país. Você vai encontrá-lo em todas as partes, inclusive no aeroporto de Schiphol. Lá você pode optar por saladas, comida japonesa, sanduíches, sucos naturais, frutas e muitas outras opções, por um preço bem camarada. Os alimentos são frescos e saborosos. Outra opção barata, mas não muito saudável, é a comida de rua. Você vai encontrar pequenos food trucks pelo centro de Amsterdã, onde se vende basicamente batatas fritas, bitterballen (croquete de carne), Haring (um tipo de peixe que muitas pessoas comem cru ou em um sanduíche) e Pannenkoek ( panqueca holandesa).


Faça um piquenique

Depois de passar pelo Albert Heijn e economizar com alimentação, vá ao Vondelpark, o maior parque da cidade, e faça um piquenique. É muito bonito, e uma ótima opção para escapar das multidões e fazer uma refeição agradável em meio à natureza.

 

Churrascarias argentinas – fique longe delas!

Você notará muitas churrascarias argentinas em Amsterdã, especialmente no centro turístico. Tenha em mente que todas elas são armadilhas para turistas e não têm nada a ver com a cultura da cidade. A comida é cara e ruim. Fique longe!


Fique de olho em seus pertences

Como qualquer outra capital da Europa (e do resto do mundo), Amsterdã tem também seus trombadinhas. Especialmente em lugares com grande aglomeração, fique de olho em seus pertences, procure não guardar seu dinheiro todo na carteira. Use também uma doleira junto ao corpo e sempre verifique se sua bolsa está fechada. Mas não precisa ficar assustado. As chances de alguém te apontar uma arma é quase zero. O que existe por lá são pequenos furtos, que ocorrem quando o turista realmente expõe demais seus pertences em locais muito movimentados. Seja cuidadoso, mas sem neurose, e evite transtornos durante a sua viagem.